Archive for junho, 2012

Sérgio J Matos: Paraibano bom de design! Categoria(s): Achados, Sem categoria

Sérgio J Matos: Paraibano bom de design!

Postado por Daniela 18 de junho de 2012

O designer Sérgio J. Matos transforma suas referências da cultura brasileira em inspiração para criar design e móveis maravilhosos

Os fios, tramas e formas dos móveis do brasileiro Sérgio J. Matos despertaram  a curiosidade de uma legião de estrangeiros e da imprensa mundial especializada em design. Desde 2010, ano de sua primeira aparição no Salone Satellite, que integra o Salão do Móvel de Milão, o brasileiro coleciona prêmios, elogios da crítica e reportagens em publicações de repercussão internacional como o Financial Times.

O tapete Marakatu e as poltronas Balaio e Balão, que fizeram sucesso no Salão de Móveis de Milão

Nascido no Mato Grosso, mas paraibano de coração, Sérgio J. Matos, 34 anos, é  designer de produto formado pela Universidade Federal de Campina Grande. E é principalmente na Paraíba que ele bebe em sua principal fonte inspiradora: a cultura brasileira.

O Fazendo Sala se apaixonou perdidamente pelo Banco Carambola. Não é fofo demais?

Entre suas criações, o banco Carambola (que reproduz a forma da fruta de mesmo nome) e as mesas Xique-Xique (baseada em uma espécie de cacto da caatinga) e Galho (inspirada nas formas das árvores durante o inverno). Seus principais clientes são lojas de design conceitual de vários estados do Brasil – incluindo uma de Campina Grande, onde fixou residência e montou um estúdio.

Fibras naturais, como os fios de rede, o algodão colorido e nylon, são sua matéria-prima predileta. “Como na região não temos acesso a indústrias de alta tecnologia, procuro utilizar o que tenho ao meu redor. Hoje as empresas me procuram para desenvolver produtos com os fios coloridos da Paraíba”, comemora Sérgio J. Matos.

A mesa de centro Xique-Xique e o banco algodão, fabricado com fibras naturais

Em agosto, o designer Sérgio J. Matos comemora mais uma vitória: a sua Poltrona Balaio, apresentada em Milão no ano passado, será lançada comercialmente, com fabricação da Prima Design, empresa de Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul. O lançamento  poltrona Balaio será na 20ª edição da Paralela Gift, feira de Design e Produtos Contemporâneos, que acontece no Ibirapuera, em São Paulo, entre os dias 24 e 27 de agosto.

Para ele, o diferencial da peça é a experimentação. “Quando as pessoas olham para ela acham que é desconfortável. Mas, como aconteceu no Salone Satellite, quando a pessoa senta não acredita como ela pode ser gostosa”, garante.

Criador e criatura: Sérgio Matos e sua poltrona Balaio, que será lançada comercialmente em agosto

Confeccionada em estrutura de aço e revestida por fios coloridos de algodão, a peça surgiu da observação das formas de um tipo de cesto, com mesmo nome, usado em feiras livres. A inspiração veio de pequenos detalhes, percebendo a beleza em objetos comuns. A poltrona adapta com harmonia sua característica rústica e comum com os materiais sofisticados e personalizados usados em sua fabricação, podendo compor qualquer ambiente.

Estante Giral, Poltrona Cariri e Bancos Xique-Xique

Não tenho absoluta certeza, mas acho que no Recife ainda não temos nenhuma loja que represente os móveis de Sérgio J Matos com exclusividade. Mas quem gostou dos produtos e deseja comprar ou saber mais informações sobre esse paraibano bom de design pode clicar aqui e acessar sua página virtual, com todas as informações sobre suas criações e canal de vendas on line.

Tags:

Algodão nordestino com design londrino Categoria(s): Achados, Sem categoria

Algodão nordestino com design londrino

Postado por Daniela 15 de junho de 2012

Grife inglesa usa algodão orgânico nordestino

Design, sustentabilidade e ética é o tripé que serve como base à grife inglesa de enxovais  Mumo, criada em 2010. O que nos chamou atenção neste caso é que as roupas de cama e almofadas produzidos pela marca utilizam algodão orgânico proveniente da agricultura familiar daqui do Nordeste.

O algodão orgânico é fiado por uma cooperativa de São Paulo e depois importado para a Inglaterra, onde é manufaturado e transformado em peças lindas, com o selo de produto sustentável.

Temporada no Recife foi inspiradora para a designer Kirstin Samuel

E tudo começou no Recife. Kirstin Samuel, designer da grife, trabalhou como voluntária na nossa capital, cuidando de crianças em um centro comunitário. Admirada com a moda daqui, resolveu levar esta influência para o exterior, mas de uma forma sustentável: onde a relação com os trabalhadores fosse justa (“fair trade”).

Estampa Lapa, em homenagem ao bairro carioca

Após trabalhar no Reino Unido para várias grifes de moda, apresentando tecidos sustentáveis, Kirstin percebeu que o volume de negócios não era suficiente para manter a cadeia de produção, e resolveu abrir sua própria empresa.

Os modelos feitos com couro de tilápia

Ao criar relações comerciais diretas com pessoas que são marginalizadas, a Mumo incorpora estas pessoas à sua cadeia de comércio. Essa relação é extremamente positiva, por não ser assistencialista, e sim inclusiva. Mais um exemplo de design com responsabilidade social.

Estama Leblon entre as almofadas carro-chef da marca

A empresária não vê ética e sustentabilidade como mérito, mas defende que o conceito deveria ser o padrão: “Estamos trabalhando de forma ética e sustentável, mas isso não é realmente a ênfase do nosso trabalho. O design é tudo para nós, e é isso que nos distingue”, disse à design e empresária ao Blog Arkpad.

A design Kirstin Samuel forneceu tecido e trabalhou com vários designers como Vivienne Westwood, John Rocha, Bora Aksu e Aimee McWilliams

Com produtos genuinamente bonitos, que também são totalmente orgânicos, provenientes de comércio justo, e matéria-prima oriunda de uma cadeia de suprimentos sustentável, Mumo estabelece um parâmetro para fabricantes de todos os lugares.

Entre os pontos de venda da Mumo, a Harrods,em Londres

Os produtos da Mumo são vendidos na Harrrods de Londres, entre outros pontos de venda. No rol de clientes,  ABC Home, em Nova York, e Louis Vuitton Architects international

Tags:

Acreditem! Os móveis são de PAPELÃO! Categoria(s): Sem categoria, Tendências

Acreditem! Os móveis são de PAPELÃO!

Postado por Daniela 14 de junho de 2012

Os cenários de Júnior Pernambuco para a SPFW. O luxo do papelão!

Foi dada a largada na São Paulo Fashion Week. E durante a semana de moda mais concorrida do país, os olhos se voltam para as tendências, que não não ficam restritas às passarelas e ao mundo da moda.

Basta dar um "google" na Internet para encontrar uma infinidade de móveis e objetos feitos com papelão reciclado

Nós do Fazendo Sala, por exemplo, adoramos a ambientação, instalações e cenários feitos com papelão reciclado, super tendência por ser um material sustentável, conceito cada vez mais próximo do universo da decoração.

A cenografia concebida por Júnior Pernambuco é praticamente toda feita com encaixes de peças de papelão. O efeito é lindo e inspirador!

A poltrona Bravais e o sofá Radiolaria são alguns dos móveis de estrutura alveolar, como o favo de mel, que surgiu como parte de um projeto colaborativo entre o designer de móveis Liam Hopkins e o artista Richard Sweeney - do estúdio Lazerian

Pegando carona nos corredores disputados por fashionistas, estamos aqui para dizer que é possível sim levar a inspiração – e o papelão, claro- para dentro de sua casa ou escritório. Inserir peças ou móveis sustentáveis na decoração do lar vai deixar a ambientação do seu espaço super na moda!

Entre as vantagens dos móveis de papelão, o baixo peso e a facilidade relativa à mobilidade, montagem e baixo custo

Na nossa pesquisa por móveis e objetos feitos com papelão, encontramos ideias e produtos muito bacanas. Desde poltronas e sofás, até uma linha de mobiliário específica para crianças e bebês.

Papelão para o enxoval do bebê!

A maioria das peças feitas com papelão é funcional, dispensa ferramentas e é muito fácil de montar. No mercado, camas, mesas, estantes, entre outras coisas.

O Fazendo Sala encontrou esses banquinhos no Espaço Janete Costa, loja que funciona dentro do Museu do Homem do Nordeste, na Avenida 17 de Agosto

Quando estruturado corretamente, o papelão possui uma excelente resistência, e preserva uma grande vantagem: o baixo peso.

No vídeo, o passo-a-passo da reciclagem, criação e produção de duas cadeiras feitas a partir do paperboard.

SERVIÇO:

Onde encontrar móveis e objetos de papelão reciclado na Internet?

http://www.100t.com.br/

Tags:

Logo PE Con Sidebar

Vídeo

Instagram Slider

Newsletter

junho 2012
DSTQQSS
« mai jul »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
  
Página 1 de 41234