softex Categoria(s): Arquitetura, Destaques

Telhado verde agora é lei

Postado por Ines 16 de janeiro de 2015
Telhado verde do empresarial ITBC, do Softex, inaugurado em 2014

Telhado verde do empresarial ITBC, do Softex, inaugurado em 2014

O desenvolvimento sustentável é urgente. Uma obrigação de todos. Não apenas do poder público. Esta semana foi dado um passo importante neste sentido. O prefeito Geraldo Julio sancionou, na última terça-feira (13), a lei que exige a instalação de telhados verdes nos novos edifícios com mais de quatro pavimentos. Prédios não habitacionais com mais de 400 metros quadrados de área também deverão ter uma camada de vegetação na cobertura do edifício. A nova lei, apresentada hoje pelo prefeito, foi comemorada pelos arquitetos que defendem essa alternativa sustentável.

Para o arquiteto Juliano Dubeux, a ideia de construir telhados verdes é uma excelente iniciativa. “Certamente contribuirá para uma amenização das temperaturas em certos trechos da cidade. No nosso clima tropical, quase todo tempo ameno e que não apresenta grandes diferenças térmicas ao longo do ano, é perfeito para a contemplação da vida ao ar livre. Muitos ganhos podem surgir a partir desta iniciativa que certamente fará todos os edifícios muito mais acolhedores e surpreendentes”, destaca.

Juliano é responsável pelo projeto Combomix, em parceria com o C.E.S.A.R (Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife). A ideia é um complexo expansível de edifícios modulares, onde as pessoas podem morar, trabalhar, estudar ou simplesmente visitar. “É uma proposta que leva em consideração as necessidades da comunidade, combinando conceitos como permeabilidade, acessibilidade, arquitetura verde, reaproveitamento de recursos hídricos, uso de energia limpa (fotovoltaica) e ainda a necessidade de interação interpessoal e com o ambiente”, explica o arquiteto.

verde2

“É uma grande conquista para a cidade e a sociedade. Com isso, iremos recuperar a característica verde perdida pela cidade e trazer uma substancial melhoria de vida para a população, com a diminuição dos efeitos das ilhas de calor”, comemora Catarina Durães, diretora da Ecogreen Ideias Sustentáveis, que participou ativamente das discussões para o desenvolvimento do projeto de lei, aprovado em dezembro pela Câmara Municipal do Recife.

A expectativa da Prefeitura do Recife é que empreendimentos já construídos também façam uso de telhados verdes, por isso está estudando mecanismos que possam servir de incentivos. A implantação da vegetação é importante porque diminui as ilhas de calor e reduz a emissão de dióxido de carbono. Seria maravilhoso se outras cidades pernambucanas aderissem ao projeto. Todos sairiam ganhando.

Tags:

Escreva seu comentário


× 5 = trinta

Logo PE Con Sidebar

Vídeo

Instagram Slider

Newsletter

janeiro 2018
DSTQQSS
« ago  
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031