Posts tagged with "artes plásticas"

Fotos_Deborah Ghelman (81) Categoria(s): Destaques, Notas

Exposição de Dantas Suassuna em homenagem ao pai, Ariano

Postado por Ines 13 de abril de 2015
Fotos_Deborah Ghelman (76)

Um trecho do romance A Pedra do Reino, livro de Ariano, foi bordado em tecido pela figurinista Andréa Monteiro. Fotos: Deborah Ghelman/divulgação

Ele sei foi há oito meses. Ariano Vilar Suassuna. Dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta brasileiro. Paraibano e pernambucano. Para lembrar um pouco de sua arte, envolvida no movimento armorial, do qual foi idealizador, o filho Manuel Dantas Suassuna assina a vernissage Em nome do Pai, em cartaz no RioMar Recife até o dia 22. Além de telas e esculturas de Dantas, o público ainda pode assistir ao documentário “Ariano: Suassunas”, com depoimentos de familiares. Na entrada da mostra, os visitantes são recebidos por uma reprodução, em tamanho natural, da casa da família em Taperoá, Sertão da Paraíba.

Fotos_Deborah Ghelman (81)

Fotos_Deborah Ghelman (22)

Fotos_Deborah Ghelman (35)

Muitos dos quadros expostos fazem parte do acervo pessoal de Ariano, como aquele que mostra os pais do escritor, João e Rita. Visitar a exposição é percorrer a vida de Ariano, entrar em sua intimidade. Um programa imperdível para os apaixonados por arte.

Fotos_Deborah Ghelman (86)

Fotos_Deborah Ghelman (94)

“A arte nos permite muitos milagres: um deles, certamente, é o da transmutação. Cá estamos neste Recife molhado, demarcado por bordas de mar e rio. Mas ela, a arte ­ tão imbuída e impregnada de poderes ­ absolutos – nos guia até o Sertão, terra pedregosa e castanha, onde impera o grandioso”, diz trecho de divulgação da exposição, assinada pela jornalista Adriana Victor.

Tags:

destacada Categoria(s): Decoração, Destaques

O caleidoscópio particular de Pragana

Postado por Gustavo Belarmino 24 de março de 2015

04

O projeto Art at Florense, que já recebeu diversos artistas da terra para exposições na loja, a exemplo de Anna Guerra, Badida, Romero de Andrade Lima e Derlon, agora traz ao público a exposição Colagem Impressa, de um dos principais nomes da arte contemporânea de Pernambuco, Carlos Pragana. O projeto é uma continuidade do formato que o artista vem se debruçando nos últimos anos: o recorte. A novidade agora é a nova técnica experimentada, que permite a criação de peças ricas em contrastes em larga escala.

06

Mesmo tendo sua assinatura reconhecida principalmente em grandes telas abstratas, onde pincel e tinta acrílica reinam absolutos, novas ferramentas de trabalho têm feito parte da busca contínua de sua expressão artística. De uns anos para cá, Pragana flertou com fotografia, serigrafia, desenho e, por último, com uma nova técnica que ele mesmo batizou de “colagem impressa”, produzida através de recortes e montagens impressos em larga escala.

03

“Os universos que recrio com a colagem impressa são muito semelhantes aos que venho produzindo há alguns anos, com a pintura abstrata sobre tela. É um mundo visto do meu caleidoscópio particular”, completa Pragana, que em 2015 comemora 16 anos dedicados exclusivamente à arte.

05

São esses novos desafios ampliados que Pragana apresenta, pela primeira vez, em sua oitava exposição individual, batizada com o mesmo nome da técnica, “Colagem Impressa”, e que será aberta ao público dia em vernissage no dia 25 de março, a partir das 19h, na Florense, em Boa Viagem, com entrada franca.

01

ENTENDA COMO É FEITO O TRABALHO

01 – De revistas e outros impressos – principal material da técnica -, nascem elefantes, mesas, pessoas, tudo montado e organizado em medidas que não chegam a 30cm.

02 – Prontas, as colagens são scaneadas em alta resolução, em scanners profissionais, e impressas em papel couché em várias medidas, que chegam facilmente a 2 metros. “Só então as montagens originais, feitas em pequena escala, são descartadas, garantindo a exclusividade de cada obra”, explica Pragana.

03 – Depois de impressos, os novos trabalhos ganham moldura colorida em madeira e acabamento em vidro, além da assinatura do artista, aplicada em alto relevo.

02

SERVIÇO:
Exposição “Colagem Impressa”, de Carlos Pragana
De 25 de março a 26 de junho, na Florense
Av. Domingos Ferreira, 4264, Boa Viagem
Entrada Franca
Informações: (81) 3302-3800

Tags:

Para criar a linha de pratos Bico de Pena, Joana trabalhou com caneta nanquim para fazer traços delicados. Para dar mais força ao desenho, as peças foram elaboradas em branco e preto, com toques de dourado – o que confere sutileza e
elegância às quatro versões do produto Categoria(s): Destaques, Notas

A arte de Joana Lira na Tok&Stok

Postado por Ines 27 de agosto de 2014

joana6

Tem criação pernambucana na Tok&Stok. A artista plástica Joana Lira assina cinco linhas exclusivas para a loja, vendidas em toda a rede brasileira. As coleções Fauna e Flores, Pollen, Casario, Voa Passarinho e Bico de Pena podem ser encontradas em roupas de cama, louças, copos, vasos, esculturas, incluindo papel de parede e cúpula para abajur. A gente mostra um pouquinho do que estará nas prateleiras a partir desta quinta-feira (28).

A linha Pollen traz estampas nas cores preto e branco, em um olhar macroscópico sobre esse símbolo da fertilidade formado por grãos microscópicos

A linha Pollen traz estampas nas cores preto e branco, em um olhar macroscópico sobre esse símbolo da fertilidade formado por grãos microscópicos

A Casario é inspirada na arquitetura de importantes centros históricos brasileiros

A Casario é inspirada na arquitetura de importantes centros históricos brasileiros com suas igrejas e casarões antigos

A experiência de Joana em um projeto de identidade visual, que tinha como objetivo preservar a Mata Atlântica, a inspirou na criação da estampa Fauna e Flores, com destaque para as cores românticas, uma homenagem à sua filha caçula, Dora

A experiência de Joana em um projeto de identidade visual, que tinha como objetivo preservar a Mata Atlântica, a inspirou na criação da estampa Fauna e Flores, com destaque para as cores românticas

Para criar a linha de pratos Bico de Pena, Joana trabalhou com caneta nanquim para fazer traços delicados. Para dar mais força ao desenho, as peças foram elaboradas em branco e preto, com toques de dourado – o que confere sutileza e elegância às quatro versões do produto

Para criar a linha de pratos Bico de Pena, Joana trabalhou com caneta nanquim para fazer traços delicados. Para dar mais força ao desenho, as peças foram elaboradas em branco e preto, com toques dourados

Damiana do Rosário e Tobias Eurico são personagens em porcelana que podemser utilizados como vasos ou esculturas e trazem em cada face um desenho diferente

Damiana do Rosário e Tobias Eurico são personagens em porcelana que podem
ser utilizados como vasos ou esculturas. Eles trazem em cada face um desenho diferente

Tags:

Logo PE Con Sidebar

Vídeo

Instagram Slider

Newsletter

fevereiro 2018
DSTQQSS
« ago  
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728