Posts tagged with "artesanato"

O Espírito Santo chama atenção por sua delicadeza. De Minas Gerais, custa R$ 90 Categoria(s): Decoração, Destaques

Garimpando arte

Postado por Ines 8 de julho de 2015
Os leões de juba cacheada do saudoso Mestre Nuca estão por toda a feira. Fotos: Gustavo Belarmini

Os leões de juba cacheada do saudoso Mestre Nuca estão por toda a feira. Fotos: Gustavo Belarmino

Há 16 nos, a Fenearte vai além do artesanato local, trazendo a Pernambuco obras de arte de outros estados e países. E sim, mesmo depois de tanto tempo, ainda é possível garimpar novidades. Ou até mesmo ter coragem de comprar aquela peça um pouco mais cara que você admira a cada edição. O Fazendo Sala visitou a feira, que vai até o próximo domingo (12), e destacou algumas obras que chamaram atenção, das mais tradicionais, simples ou elaboradas, que duram dias para virar realidade pelas mãos de artesãos talentosos.

No Armazém Sebrae, logo na entrada, encontramos essas morangas. Ideais para servir entradinhas. A unidade custa R$ 7

No Armazém Sebrae, logo na entrada, encontramos essas morangas. Ideais para servir entradinhas. A unidade custa R$ 7

DSC08516

A bandeja de tampinhas, também no Armazém Sebrae, sai por R$ 42

DSC08527

As Duas Véias, de Diego, custa R$ 1.500. Estão no Armazém Sebrae

A Véia e o Menino, de Diomar, também no Armazém Sebrae, custa R$ 3 mil

A Véia e o Menino, de Diomar, também no Armazém Sebrae, custa R$ 3 mil

As aves em cerâmica de Tiago Amorim, artesão de Olinda, custam, em média, R$ 300

As aves em cerâmica de Tiago Amorim, artesão de Olinda, custam, em média, R$ 300

A peça, que utiliza a técnica de herborização, é de Minas Gerais. Este chaveiro sai por R$ 40

A peça, que utiliza a técnica de herborização, é de Santa Catarina. Este chaveiro sai por R$ 40

Essas flores são feitas com EVA. Dá para acreditar? Estão no estande do Ceará e a unidade custa R$ 21,48

Essas flores são feitas com EVA. Dá pra acreditar? Estão no estande do Ceará e a unidade custa R$ 21,48

Feita com papel de cimento, a peça intitulada A Família, é do estande de Minas Gerais. Custa R$ 240

Feita com papel de cimento, a peça intitulada A Família, é do estande de Minas Gerais. Custa R$ 240

As xícaras bem delicadas dão um charme na cozinha. Também de Minas Gerais, custam R$ 18

As xícaras bem delicadas dão um charme na cozinha. Também de Minas Gerais, custam R$ 18

O sousplat de fibra de bananeira com chita é de Barreiros, no interior de Pernambuco. Cada um sai por R$ 20

O sousplat de fibra de bananeira com chita é de Barreiros, no interior de Pernambuco. Cada um sai por R$ 20

Este banco que lembra ladrilhos é do Espírito Santo. Custa, em média, R$ 120

Estes bancos que lembram ladrilhos são de Minas Gerais. Custam, em média, R$ 120

O Espírito Santo chama atenção por sua delicadeza. De Minas Gerais, custa R$ 90

O Espírito Santo em destaque no estande de Minas Gerais custa R$ 90

As máscaras são de Ivanildo, de Tracunhaém. Custam R$ 50

As máscaras são de Ivanildo, de Tracunhaém. Custam R$ 50

DSC08605

Os pêndulos criados por Leny’s são de Tracunhaém. Custam R$ 30

As violas de barro são criação de Paulo Sérgio, artesão de Olinda. Saem por R$ 60

As violas de barro são criação de Paulo Sérgio, artesão de Olinda. Saem por R$ 60

Essas são as flores de Holambra, de São Paulo. De várias cores, são feitas em madeira. Uma custa R$ 2 mas a partir de 20 unidades, o preço cai para R$ 1

Essas são as flores de Holambra, de São Paulo. De várias cores, são confeccionadas com madeira. Uma custa R$ 2 mas a partir de 20 unidades, o preço cai para R$ 1

LEIA TAMBÉM

Top achados gringos na Fenearte
- Interferência Janete Costa: a Fenearte antes da feira
- O artesanato de Nuca em destaque na Fenearte

Para anotar
A XVI Fenearte será de 2 a 12 de julho
Centro de Convenções de Pernambuco
Segunda a sexta, das 14h às 22h
Sábado e domingo, das 10h às 22h
Ingressos de segunda a sexta: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)
Ingressos aos sábados e domingos: R$ 12 (inteira) R$ 6 (meia)

Os valores das peças foram vistos no sábado, dia 4 de julho. De lá pra cá podem ter alterações. Sempre vale a pena pechinchar ;)  

Tags:

Detalhe do console, com abajour rústicos e anjinhos de cerâmica Categoria(s): Decoração, Destaques

Interferência Janete Costa: a Fenearte antes da feira

Postado por Gustavo Belarmino 7 de julho de 2015
A Varanda é um dos três ambientes montados no Espaço Janete Costa. Fotos: Gustavo Belarmino

A Varanda é um dos três ambientes montados no Espaço Janete Costa. Fotos: Gustavo Belarmino

Nem é preciso pagar ingresso para sentir o gostinho da Fenearte. É lógico que lá dentro vai ter muuuuito mais o que ver e comprar, mas o Espaço Interferência Janete Costa – assim como a loja-modelo Armazém Sebrae, ambos na área externa do pavilhão do Centro de Convenções de Pernambuco – sempre é um capítulo a ser explorado. Projetado pelas arquitetas Bete Paes e Roberta Borsoi, o Espaço de 180m² busca a valorização do artista popular, do artesanato e do design artesanal, mostrando como peças de barro, madeira e tecido podem servir de inspirações para projetos aconchegantes e cheios de referências locais.

Detalhe para a instalação de um jardim vertical ao fundo

Detalhe para a instalação de um jardim vertical ao fundo

As boas vindas ocorrem no espaço Varanda, um dos três ambientes da mostra de decoração. Lá, uma parede de cipó lembra um jardim vertical. Os lustres em corda dão um tom de design contemporâneo, assim como o balanço feito com colheres-de-pau. Os outros ambientes são a Sala de estar e o Recanto de leitura. As peças, de design artesanal, são assinadas por designers como Sérgio Matos, Joelson, entre outros. No dia em que visitamos, muitas peças da exposição – que também estão à venda – já estavam esgotadas. Mesmo assim, vale pegar o cartãozinho, a ideia e sair com a certeza de que basta ter bom gosto para fazer a diferença.

Os lustres do espaço chamam atenção pelas cores e técnica utilizada. Estão à venda no ambiente

Os lustres do espaço chamam atenção pelas cores e técnica utilizada. Estão à venda no ambiente

A cadeira de balanço confeccionada com colher-de-pau

A cadeira de balanço confeccionada com colher-de-pau

SALA DE ESTAR
Na parte interna do Espaço, a Sala de Estar, com destaque para a mesinha de canto

Visão da sala de estar, que abusou dos tons de verde e peças de design artesanal

Visão da sala de estar, que abusou dos tons de verde e peças de design artesanal

Na parede, quadrinhos com temas do universo nordestino

Na parede, quadrinhos com temas do universo nordestino

Centro de tábua recebeu folhagens artesanais para compor o ambiente

Centro de tábua recebeu folhagens artesanais para compor o ambiente

A banqueta, charmosa, lembra uma cabeça de maracatu. Achamos a peça incrível

A banqueta, charmosa, lembra uma cabeça de maracatu. Achamos a peça incrível

Detalhe do console, com abajour rústicos e anjinhos de cerâmica

Detalhe do console, com abajour rústicos e anjinhos de cerâmica

Outro corte do ambiente, com o console ao fundo

Outro corte do ambiente, com o console ao fundo

Pufe em verde, compõe com os outros detalhes do ambiente. Também é uma peça assinada e artesanal

Pufe em verde, compõe com os outros detalhes do ambiente. Também é uma peça assinada e artesanal

Ainda na Sala de estar, destaque para o lustre de canto do sofá. As mesinhas também dão todo um diferencial

Ainda na Sala de estar, destaque para o lustre de canto do sofá. As mesinhas também dão todo um diferencial

RECANTO DA LEITURA
A sala aconchegante tem como destaque a poltrona confortável

O Recanto da leitura, com tons cinza, é o terceiro ambiente do Espaço

O Recanto da leitura, com tons cinza, é o terceiro ambiente do Espaço

Detalhe para as luminárias de chão em latão

Detalhe para as luminárias de chão em latão

Bancos contemporâneos compõem o ambiente

Bancos contemporâneos compõem o ambiente

Uma lagarta gigante descansa sobre o tapete da sala de leitura

Uma lagarta gigante descansa sobre o tapete da sala de leitura

Mais um recorte do ambiente

Mais um recorte do ambiente

Olha só que linda essa mandala, do artesão Mário Teles, de Minas Gerais

Olha só que linda essa mandala, do artesão Mário Teles, de Minas Gerais

Arte de Minas Gerais, feita na hora, é outro destaque no Espaço

Arte de Minas Gerais, feita na hora, é outro destaque no Espaço

Banqueta de bode, também no Espaço Intereferência

Banqueta de bode, também no Espaço Intereferência

Outra poltrona assinada - custam em média R$ 500 - do espaço

Outra poltrona assinada – custam em média R$ 500 – do espaço

Aqui, tatus servem de peso para o tapete

Aqui, tatus servem de peso para o tapete

Pinhas de madeira - todas vendidas - saíam por R$ 100

Pinhas de madeira – todas vendidas – saíam por R$ 100

Cabeças de barro, de madeira, de todos os tamanhos

Cabeças de barro, de madeira, de todos os tamanhos

Exvotos: por toda a feira - e também no espaço Janete Costa - é possível encontrar

Exvotos: por toda a feira – e também no espaço Janete Costa – é possível encontrar

Tags:

leao-nuca-DESTAQUE Categoria(s): Decoração, Destaques

O artesanato de Nuca em destaque na Fenearte

Postado por Ines 25 de junho de 2015
nuca

TRACUNHAÉM Nuca e seus famosos leões de barro será um dos homenageados. Foto: Rafael Bandeira

Hoje foi dia de coletiva de imprensa da Fenearte, considerada a maior feira de artesanato da América Latina. É claro que o Fazendo Sala irá dar uma passadinha nesta edição, destacando os melhores achados e desejos de consumo, mas a gente antecipa algumas informações. A feira deste ano será entre os dias 2 e 12 de julho, no Centro de Convenções, em Olinda. O homenageado será o artesão Manoel Borges da Silva, o Mestre Nuca de Tracunhaém. Quem gosta de dar um toque regional na decoração certamente tem em casa um Leão de Nuca e, na Fenearte, é possível encontrar peças de tamanhos e preços variados. No ano passado, era possível comprar um deles por até R$ 100.

Mais de 5 mil expositores estarão na Fenearte, entre artesãos de Pernambuco, do Brasil e uma participação recorde de 51 países. Um dos destaques desta edição será uma galeria no mezanino com uma exposição sobre Mestre Nuca e Louro do Pajeú, poeta popular que também será homenageado.

Uma novidade que não pode passar em branco é o Espaço Interferência Janete Costa. Janete foi a precursora do artesanato local em grandes projetos de arquitetura. Localizado na área externa e próximo às bilheterias, o espaço foi projetado pelas arquitetas Bete Paes e Roberta Borsoi, e a ideia é a valorização do artista popular, do artesanato e do design artesanal. Instalado numa superfície de 180 metros quadrados, o local apresentará uma pequena mostra de decoração com três ambientes: varanda, sala de estar e um canto de leitura. Na composição serão utilizados mobiliários de design contemporâneo e vintage, além de peças assinadas por designers como Sérgio Matos e Joelson.

Fazendo Sala na Fenearte 2014
- Aos mestres com carinho
- Achados na Fenearte por até R$ 10
- Peças cheias de estilo e histórias

Para anotar
A XVI Fenearte será de 2 a 12 de julho
Centro de Convenções de Pernambuco
Segunda a sexta, das 14h às 22h
Sábado e domingo, das 10h às 22h
Ingressos de segunda a sexta: R$ 10 (inteira) R$ 5 (meia)
Ingressos aos sábados e domingos: R$ 12 (inteira) R$ 6 (meia)

Tags:

Logo PE Con Sidebar

Vídeo

Instagram Slider

Newsletter

novembro 2017
DSTQQSS
« ago  
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
  
Página 1 de 1212345...10...Última »