Posts tagged with "ventilação"

Edifício verde da Pernambuco Construtora ganha prêmio Ademi Categoria(s): Sem categoria, Tendências

Edifício verde da Pernambuco Construtora ganha prêmio Ademi

Postado por Daniela 2 de dezembro de 2011

O Felicitá Prince, da Pernambuco Construtora, ganhou o troféu Ademi, com prêmio de "Melhor Dois Quartos" do ano

Não sei se os leitores do nosso Fazendo Sala lembram, mas o edifício Felicitá Prince foi apresentado recentemente aqui no nosso blog como o prédio verde da Construtora Pernambuco (leia aqui!). Com projeto assinado pelo arquiteto Roberto Montezuma e projeto de paisagismo de Luiz Vieira, o residencial foi premiado com o troféu Ademi 2011, arrebatando o prêmio de “Melhor Dois Quartos” do ano.

Com um jardim vertical na área interna e paisagismo de Luiz Vieira, o prédio segue a tendência dos conceitos de sustentabilidade

O Felicitá Prince é um prédio residencial que combina linguagem contemporânea com flexibilidade de planta e de uso do espaço. Um dos destaques do projeto é  um vazio no pátio central.  Seguindo a tendência dos projetos que priorizam os conceitos de sustentabilidade, o edifício privilegia a ventilação e iluminação natural, além de inserir o verde em sua área interna, através de uma abertura zenital, onde está florescendo um enorme jardim vertical. Segundo Montezuma, a ideia é fazer com que o0 espaço externo invada o interno.

Jardineiras suspensas possuem cabos que interligam vários halls, onde foram plantadas plantas que correrão por eles e caiarão formando um grande jardim suspenso, purificando o ar que circula neste vazio, sem falar no visual estético surpreendente com trepadeiras imensas flutuando no vão central.

Outro charme da área comum do Felicitá Prince é a coberta em policarbonato no teto do pátio central. A penetração dos raios de sol, somada ao pé direito triplo do hall, economizam energia para o condomínio.

Os jardins suspensos usados em áreas internas purificam o ar e garantem um visual relaxante e humanizado

O paisagismo do Felicitá Prince tem por conceito a composição geométrica dos espaços do jardim, baseada numa triangulação que se inicia no vazio do pátio interno do edifício, de modo que espaços internos e externos se complementem. Além das jardineiras da área interna, pontuando todos os andares com sobreposições de trepadeiras, o verde  foi priorizado também na área interna, no deck da piscina, pergolado, jardineiras e fonte.

O pé direito tripo do hall e a coberta em policarbonato para economizar energia

Outra inovação é um redário, de onde os moradores podem contemplar a vegetação que reforça os espaços e propiciam variedade de florações, texturas e aroma.

Na área externa, pergolados, deck e redário, próprios para um relax contemplativo

Tags:

Que tal morar em um "Edifício Verde"? Categoria(s): Sem categoria, Tendências

Que tal morar em um "Edifício Verde"?

Postado por Daniela 30 de setembro de 2011

As plantas purificam o ar e as aberturas internas resultam em um melhor aproveitamento da ventilação e da luminosidade natural

Já ouviu falar na tendência dos “edifícios verdes”? A expressão batiza os prédios que têm projetos de arquitetura que priorizam alguns princípios das boas práticas sustentáveis. Soluções que resultam no melhor aproveitamento da ventilação e luminosidade naturais, impulsionando a economia de energia elétrica, e um paisagismo que valoriza as áreas verdes e a renovação do ar são muito bem recebidas pelos consumidores do mercado imobiliário. O planeta e as pessoas agradecem!

Um bom exemplo de “edifício verde” no Recife é o Felicitá Prince, que a Pernambuco Construtora entregou recentemente, em Boa Viagem.

A fachada edifício do Felicitá e a foto do vão central do prédio com jardim suspenso, que ainda está florescendo

Com projeto do arquiteto Roberto Muntezuma, o prédio conta com abertura zenital, que garante um excelente aproveitamento da ventilação e luz natural na sua área interna. O vão no pátio central está sendo transformado em um jardim vertical, com jardineiras suspensas, pelo paisagista Luiz Vieira, que também assina o paisagismo de todos os espaços comuns do Felicitá.

O jardim flutuante sai de cabos que interligam vários halls e tem como função, além do visual agradável e lindo, purificar o ar que circula neste vazio. A vegetação usada reforça os espaços e propiciam variedade de florações, texturas e aroma. A coberta em policarbonato no teto do pátio central deixa passar os raios do sol que somados ao pé direito triplo do hall economizam energia para o condomínio. A piscina e o deck refletem a triangulação no traçado, assim como o espaço gramado, pergolado, jardineiras e fonte, sem falar num redário cercado de verde.

Prédios com jardins suspensos na área interna, tendência no Brasil e no Mundo

Tags:

Logo PE Con Sidebar

Vídeo

Instagram Slider

Newsletter

fevereiro 2018
DSTQQSS
« ago  
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728